Governo São-tomense projecta o aumento salarial
 
Governo constroi 30 blocos de apartamentos em Mé-Zochi
 
Delfim Neves lança a primeira pedra do projecto de expansão do aeroporto
 
Governo decidirá sobre a compra do navio na sexta-feira
 
São Tomé e Príncipe reage a colocação como um dos melhores na liberdade da imprensa
 
   

CHUVAS CAUSAM PREOCUPAÇÃO NALGUMAS REGIÕES DO ARQUIPÉLAGO SÃO-TOMENSE

Cidade do Príncipe, 15 Nov (STP-Press) - Chuvas intensas estão a causar sérias preocupações nalgumas regiões da república de São Tomé e Príncipe, com maior incidência Região Autónoma do Príncipe.


Constatações feitas ''in loco'' pela agência ''STP-Press'' dão conta de que essas chuvas que se abateram sobre o País em geral, mas sobretudo na região do Príncipe fizeram subir o caudal do rio Papagaio, que, através a cidade capital daquela urbe.

 A subida de caudal do rio desde última sexta - feira até hoje e sem perspectivas de abrandamento nos próximos dias, ameaça transbordar o leito do rio causando pânico às populações de zonas circundantes, nomeadamente, uma sexagenária de nome ''Iá'', que, em pânico pediu socorro as autoridades locais.

 O presidente do Executivo regional, José Cassandra ''Tozé'', acompanhado de responsáveis de alguns serviços visitou o local para aquilatar a gravidade da situação.
 No local, manifestou-se à imprensa bastante preocupado com a gravidade da situação assim como solidarizou-se com algumas pessoas atingidas pela subida do rio e anunciou a transferência para um local mais seguro da citada senhora mais 'velha' mais ''seriamente'' ameaçada pela precipitação pluviométrica.

Além do problema com o rio Papagaio, a ''STP-Press'' sabe que há situações preocupantes nomeadamente com a comunidade de Santo António/Praia, Abade, Belo Monte e Praia Burra, caso persista tais precipitações, casas em situações precárias podem desabar e estradas de ''terra batida'' tornarem-se intransitáveis para algumas populações.
Preocupações idênticas verificam-se igualmente na zona sul na ilha de São Tomé, nomeadamente na zona sul, onde agricultores reclamam danificação de culturas de milho.

Fontes do Instituo de Nacional de Meteorológica (INM) contactada pela ''STP-Press'', disseram que a queda intensa das chuvas vai  continuar nos próximos dias e alerta ''as populações para maior cautela em residências precárias.
 A ''STP-Press'' constatou que essas chuvas que transformaram-se num verdadeiro pesadelo para as populações dessa parcela do arquipélago são-tomense e que têm afectado gravemente agricultura local, não provocaram até ao momento vitimas humanas.

Stp-press
nnnn

 

 

Jovem são-tomense acaba de ser admitido na Academia de Alcochete, do Sporting, em Portugal
Torneio de futebol denominado "Girabairro" arranca em S.Tomé e Príncipe
 
 
 
 
 
Copyright © 2006, STP-Press Agência de noticia de São Tomé e Príncipe, Todos os direitos reservados